Responsável pela Submissão

Cátia Branquinho (Cédula nº 14831) | Entidade: Projeto Aventura Social | Endereco: Faculdade de Motricidade Humana - Estrada da Costa | Cidade: Cruz Quebrada, Dafundo | País: Portugal | Telefone: 213871019 | Email: aventurasocial.lisboa@gmail.com

Autores

Margarida Gaspar de Matos, Celeste Simões, Tânia Gaspar, Cátia Branquinho, Diana Frasquilho, Inês Camacho, Jaqueline Cruz, Lúcia Ramiro, Marta Reis, Paulo Gomes, Teresa Santos

Equipa Técnica

Psicólogo | Professor

Nível de Intervenção

Universal

Tema

Competências de comunicação | Competências socioemocionais | Resiliência | Promoção da saúde, bem-estar, participação social e cidadania ativa

Estratégias

Sensibilização | Dotados de competências de investigação, os jovens são envolvidos no processo de investigação e promoção da saúde da sua geração: identificação das necessidades e estratégias para a resolução dos problemas; envolvimento no planeamento, implementação e avaliação.

Público-Alvo

Adolescentes

Contexto da Aplicação

Comunitário

Descrição Livre

Estudos recentes têm identificado a necessidade de promover a “voz” dos jovens para que novas investigações possam incluir as suas necessidades e interesses. O Dream Teens surgiu como resposta a esta necessidade. Iniciado em março de 2014, esta rede de 147 jovens portugueses com idades compreendidas entre os 11 e os 18 anos, forneceu uma estrutura de apoio para que as suas ideias fossem ouvidas, promovendo a sua participação e espírito empreendedor em contextos e cenários políticos nas áreas da saúde, bem-estar e cidadania ativa. Durante dois anos, os Dream Teens identificaram as suas necessidades, propuseram estratégias para a resolução dos seus problemas, e atualmente, dotados de competências de investigação, desenvolvem projetos de investigação-ação na comunidade.

Critérios de Qualidade

Inclui avaliação de resultados pré-pós-teste | Utiliza controlo de grupo | Inclui avaliação em follow-up | Disponibiliza manual com descrição do Programa

Objectivo geral

Fornecer uma estrutura de apoio para que as ideias dos jovens sejam ouvidas, promovendo a sua participação e espírito empreendedor em contextos e cenários políticos nas áreas da saúde, bem-estar e cidadania ativa.

Objectivos específicos

1) Priorização da importância da “voz” dos jovens e das suas experiências nos assuntos que diretamente os afetam, destacando a necessidade de identificar junto desta população as suas verdadeiras necessidades e possíveis estratégias de resposta; 2) Promoção da participação dos jovens na elaboração/alteração das políticas da juventude, contribuindo para uma sociedade mais democrática; 3) Maior ativismo dos jovens participantes, grupo de pares e comunidade. 4) Desenvolvimento pessoal, social e comunitário.

Teoria / Modelo conceptual

Assente em duas metodologias e programas de participação distintos, o Dream Teens: 1) Promove nos jovens a sua capacidade de identificação das necessidades/preocupações do ambiente que os rodeia, desenvolve as suas competências de investigação, com vista à condução de projetos de investigação-ação que permitam uma melhor compreensão dos problemas da sua geração e consequente promoção da saúde, assim como o envolvimento nas políticas públicas que lhes dizem respeito – YPAR (Participatory Action Research). 2) Prioriza a parceria jovem-adulto, preditora de empowerment nos jovens e envolvimento na sua comunidade, considerando que a “voz” e o suporte por parte dos adultos, potenciam o desenvolvimento cívico dos jovens – Y-AP (Youth-Adult Participation).

Indicadores da avalição do processo

Publicação de um livro em colaboração com a Equipa Aventura Social “Adolescentes: navegação segura por águas desconhecidas, Coisas de Ler”; colaboração no relatório Health Behaviour in School-aged Children 2014 desenvolvido pela entidade promotora do projeto Dream Teens; colaboração na elaboração de artigos; participação em conferências nacionais; diário de bordo do projeto.

Indicadores da avaliação de resultados

Instrumento pré (ano 1 do projeto) e pós-teste (ano 2 do projeto), desenvolvido com base nos instrumentos: Survey Measures Psychological Empowerment” (Ozer & Douglas, 2013); “Action Research and Self-Efficacy Items” (Ozer & Schotland, 2011); “Social Self-Efficacy Scale” (Muris, 2001); “Students’ Life Satisfaction Scale” (Huebner, 1991); “Positive Youth Development Scale” (Zaff et al., 2010); “Search Institute Profiles of Student Life: Attitudes and Behaviors Questionnaire” (ISPSL, 2000) e “The Youth Experience Survey” (Hansen & Larson, 2002). No âmbito dos dois encontros desenvolvidos no ano 1 e ano 2 do projeto, foi aplicado um questionário a fim de avaliar a satisfação dos jovens face ao projeto e também ao evento. O questionário foi anónimo e avaliou: a) como e através de quem tiveram conhecimento do Dream Teens; b) a satisfação com a reunião numa escala de “0” (muito baixomau ) a “5” (excelente) quanto à organização geral do evento, divulgação, agenda, apresentações, debate quanto à sua qualidade e duração, instalações e atividades sociais; c) a eficácia do Dream Teens na promoção da voz dos jovens, avaliado numa escala de “0” (muito baixomau) a “10” (excelente); d) a satisfação com o projeto Dream Teens, numa questão aberta (“O que pensas do projeto Dream Teens e o que sugeres para a sua melhoria?”). Cada participante indicou ainda dados demográficos, idade, género e local de residência.

Referência de instrumentos válidos para a população Portuguesa

(Em processo de validação)

Investigação

Utiizado grupo de controlo | Avaliação em follow-up: 12 meses | Resultados da investigação replicados noutras investigações | Avaliação do programa publicada em revista científica: http://aventurasocial.com/arquivo/1458227709_Artigo%20DT.pdf https://www.um.edu.mt/library/oar/bitstream/handle/123456789/9990/v1i8p1.pdf?sequence=1&isAllowed=y http://hpp.sagepub.com/content/early/2016/07/27/1524839916660679.abstract